12 de novembro de 2018

Anegrid Lucila Gnich dos Santos, mãos que transformam jardins

O empreendedorismo feminino cresce em alta velocidade. A capacidade da mulher de criar sua própria empresa e torná-la um sucesso já é algo comum. As mulheres sabem de seu potencial e também têm a sensibilidade para entender o que pode ou não ser feito. Seja da necessidade ou da vontade de fazer algo diferente, o desejo de criar seu próprio negócio nasce de uma maneira muito simples. Para Anegrid Lucila Gnich dos Santos o empreendedorismo surgiu da consciência de que ela poderia fazer algo a mais.

Anegrid começou a floricultura Delane incentivada pela sua mãe. A empresária sempre teve vontade de trabalhar em algo que fosse dela, não queria apenas ser dona de casa, ela queria ter uma profissão, realizar uma atividade que a deixasse feliz. Como morava no interior, sua mãe sugeriu que ela trabalhasse com flores. A ideia foi sendo amadurecida até o dia que Anegrid decidiu começar a plantar algumas mudas.

Como nada na vida é tão simples assim, Anegrid conta que tudo começou de maneira muito precária, ela pegava as mudas do jardim de sua mãe, que tinha mais de 700 espécies diferentes, plantava e vendia para as vizinhas. “No início foi tudo muito difícil, não tínhamos condições de fazer grandes investimentos então era tudo bem básico. No começo fazíamos mudas dentro de copos plásticos, que eram lixo de um campo perto de casa. A gente lavava aqueles copos, pegava terra do mato e fazia as mudas. A partir do jardim da minha mãe que a gente começou a multiplicar as mudas e  vender.”

Entre uma venda de flores e alguns trabalhos nos jardins dos vizinhos, Anegrid começou a ficar conhecida na região, seu trabalho delicado e atencioso foi rendendo frutos e logo começou a fornecer flores para as floriculturas da cidade. “Comecei com um trabalho pela vizinhança e com as amigas que gostavam de organizar os jardins, aí aos pouco fomos aumentando o trabalho e abrangendo outros municípios, principalmente com a venda de flores para floriculturas. A demanda foi crescendo, foi preciso investir em uma estufa que possibilitou aumentar produção. Tive que me reorganizar para ter mais espécies e maior quantidade de flores, porque começamos uma grande produção de flores para revender nas floriculturas das cidades”, lembra Anegrid.

Da venda de flores para o trabalho de jardinagem foi um pulo. A construção e reforma de jardins também ganharam espaço e Anegrid passou a oferecer esse serviço. Com 19 anos de trabalho Anegrid já atende 11 municípios diferentes, levando a alegria e qualidade de vida através das flores e dos seus maravilhosos jardins.

O trabalho tão bem feito e tão encantador chamou atenção também de empresas. Em 2006, Anegrid foi convidada a produzir os jardins da Expodireto e desde então os jardins de Anegrid ficaram conhecidos em várias partes do mundo. Todo ano ela trabalha para que o parque esteja ainda mais bonito e encha os olhos dos visitantes que passam por ele.

Mexer na terra transforma um ambiente e cuidar das flores é o que traz alegria para Anegrid. Ela acredita que um jardim e uma propriedade bem cuidada oferece à família qualidade de vida e bem-estar, pois as flores têm o poder de alegrar as pessoas e deixar tudo a sua volta mais bonito. “Eu não faço jardim para os outros, eu faço o jardim para mim. Quando eu vou na propriedade de alguém e planejo o jardim eu não consigo explicar o que vai ter naquele ambiente, porque eu até imagino o trabalho que quero fazer, mas é quando eu coloco a mão na massa que eu vou decidindo o que fica bom. O que eu sempre levo em consideração é que cada propriedade e, cada família tem uma realidade e gostos diferentes.”

E dessa forma, Anegrid vai tornando tudo a sua volta mais bonito. Um trabalho que inspira, encanta e transforma, a jardinagem requer tanto cuidado e tanta sabedoria que Anegrid decidiu que outras pessoas mereciam vivenciar essa experiência de trabalhar com a natureza. Apesar da correria, a empresária encontrou um tempinho para realizar reuniões de troca de experiência, na qual ela passa para crianças, adultos e idosos seus conhecimentos sobre flores, plantas e jardinagem, a fim de que mais pessoas tenham interesse em atuar nessa área.

Nesses encontros, Anegrid explica para as crianças a importância do cuidado com a natureza e o descarte correto do lixo. Também ensina como plantar e entrega uma muda para que cada participante assuma o compromisso de plantar e cuidar daquela plantinha. E as crianças, claro, adoram esse trabalho. Para os adultos, Anegrid ensina alguns cuidados com as flores, dicas de jardinagem, poda e também o resgate de muda de plantas que estão se perdendo com o tempo. “Gosto de passar o que eu sei e de ensinar. As pessoas, às vezes, têm tanta experiência em uma área, sabem realizar um excelente trabalho e não compartilham seu conhecimento. Mas é importante lembrar que somos finitos, que vai chegar uma hora que não estaremos mais aqui e é bom repassar o que sabemos, para que haja continuidade no nosso trabalho”, conta Anegrid.

Uma mulher simples, mas muito guerreira, Anegrid acreditou na sua capacidade, no seu potencial e tornou-se uma empreendedora de sucesso. O reconhecimento do seu trabalho é tamanho, que hoje Anegrid já não consegue atender todos os clientes devido a demanda do seu trabalho. Mas a empresária garante que o que a deixa feliz é saber que mesmo com todo esse reconhecimento ela segue realizando o trabalho com a mesma simplicidade como começou, sendo a alegria do cliente com o resultado final o que a motiva a fazer sempre melhor. “O que me motiva é que as pessoas gostem do meu trabalho e que elas, quando estiverem em suas propriedades, consigam se sentir bem, que elas percebam que a jardinagem não é um luxo, mas que é uma prioridade, porque uma vez que você está em um ambiente bonito, algumas coisas acabam se tornando mais fáceis. Eu sinto que meu trabalho motiva muitas pessoas e isso me deixa muito feliz e satisfeita”, finaliza Anegrid.

Deixe seu comentário
WhatsApp chat