6 de novembro de 2019

Cirurgia plástica: uma aliada da sua autoestima e bem-estar

Não apenas tratar da aparência, mas sim cuidar da autoestima, da autoconfiança e da relação das pessoas com elas mesmas. Foi isso que motivou a médica Mariana Hartmann a se especializar em cirurgia plástica. Mariana é formada em Medicina pela Universidade de Santa Cruz do Sul, fez residência de Cirurgia Geral no Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, em São Paulo e Residência de Cirurgia Plástica no Hospital Heliópolis, em São Paulo, o que lhe rendeu o título de especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Recentemente Mariana retornou a Não-Me-Toque para iniciar um trabalho diferenciado através da cirurgia plástica. Filha de médico, Mariana cresceu em hospitais e consultórios, o que fez com que a escolha pela medicina acontecesse de maneira muito natural. “Não sei se o certo seria dizer que eu escolhi a medicina, pois, na verdade, nunca me imaginei fazendo outra coisa. De fato, não enxergo minha profissão como uma “opção”, e sim como uma vocação.”

Há oito anos atuando como médica e há seis anos como cirurgiã, Mariana lembra que foi durante um estágio que descobriu seu amor pela cirurgia plástica, pois teve a oportunidade de conhecer os procedimentos dessa área e se encantar com quanto as mãos de um cirurgião podem modificar o corpo de um paciente e, assim, recuperar sua autoestima e melhorar sua qualidade de vida.

No entanto, Mariana destaca que atualmente a cirurgia plástica precisa enfrentar três obstáculos muito importantes: a invasão da especialidade por outros profissionais, o que leva muitas vezes o paciente, mal conduzido, acabar recorrendo ao cirurgião plástico para a correção de sequelas e complicações. A promessa de resultados por parte de alguns profissionais também é um fato difícil de contornar. E por último, com a atual explosão das mídias sociais, criou-se uma “padronização” de como a beleza deve ser. “As pessoas tendem a se espelhar em ícones, esquecendo que a naturalidade é o que realmente os diferencia e os torna singular”, explica a cirurgiã.

Mas para quem deseja fazer algum procedimento de cirurgia plástica, agora poderá contar com o conhecimento e dedicação de Mariana Hartmann. A médica realiza atendimento em Não-Me-Toque, Carazinho e, em breve, em Passo Fundo. Seu principal objetivo aqui na região é levar satisfação e bem-estar para seus pacientes. “O foco do meu trabalho é, principalmente, a estética. Ao escolher o hospital onde realizaria minha especialização, preferi um lugar que fosse referência em estética e cosmiatria, pois é a área que mais me identifico. Acredito que o processo de “embelezamento” não deve ser tratado como futilidade, se ele vier para devolver autoconfiança e uma melhor relação do paciente com sua própria imagem. Ao promover a melhora física, a Cirurgia Plástica tem influência direta na nossa felicidade e na nossa relação com o mundo, e cabe ao cirurgião a sensibilidade para entender a necessidade e o desejo do seu paciente. Sem dúvida, ver a satisfação dos meus pacientes é algo que não tem preço. Muitos interpretam a Cirurgia Plástica como algo supérfluo e desnecessário, inclusive fazendo julgamentos negativos quando alguém decide se submeter a uma intervenção. Nossa aparência tem muito impacto na maneira como nos vemos e ignorar isso é hipocrisia. Sou extremamente grata por trabalhar com algo que transforma a vida das pessoas para melhor.”

Deixe seu comentário
WhatsApp chat