13 de novembro de 2019

Conheças as causas e sintomas da tendinite

Uma doença cada vez mais comum, a tendinite é uma inflamação no tendão da fibra muscular que pode ocasionar dor, desconforto e até impossibilidade de realizar o movimento de alguns membros. Normalmente ocasionada por esforços repetitivos ou por atividade física em excesso, a tendinite tem tratamento.

Segundo o ortopedista Antônio Piva Neto, a tendinite em geral é multifatorial. “É um problema que possui várias causas, a mais comum é a genética, pois muitos pacientes tem essa predisposição genética, mas também há outros fatores. Nos membros superiores é muito comum a tendinite causada pelos movimentos repetitivos. Já nos membros inferiores ela pode ser causada pelos desequilíbrios musculares, pois esses membros normalmente, durante uma atividade física, tem uma sobrecarga na musculatura que ultrapassa a capacidade da musculatura trabalhar, isso leva a uma fadiga que gera a tendinite.”

Entre os principais sintomas da tendinite estão a dor, inchaço na região afetada, em casos avançados pode ter a perda de função, por exemplo, no caso de tendinite nas mãos, pode ocorrer  a perda dos  movimentos, perda da força e até a incapacidade de realizar atividades física.

No entanto, o médico Antônio Piva Neto explica que a tendinite tem tratamento. “O primeiro passo para o tratamento é, depois do diagnóstico, identificar a causa. Nos casos agudos a gente faz repouso, usa medicação para reduzir a inflamação e coloca gelo no local. Além disso, fisioterapia auxilia muito tanto no processo de cura quanto de prevenção, fortalecendo a musculatura e reduzindo os desiquilíbrios. A tendinite raramente vai levar a um tratamento cirúrgico.”

O ortopedista ressalta ainda que o mais importante quanto se fala em tendinite é a prevenção. “É muito fácil uma tendinite simples tornar-se crônica, e todo o processo crônico é mais difícil de tratar. Então evitar os excessos, os movimentos repetitivos, tentar fazer outras atividades, fazer alongamento e variar as atividades físicas são ótimas opções para a prevenção deste problema”, finaliza o médico.

Deixe seu comentário
WhatsApp chat