14 de setembro de 2018

Cotrijal 61 anos: a segurança que o produtor precisa

A Cotrijal chega aos seus 61 anos, completados em 14 de setembro, como uma organização que se mantém sólida, num mercado cada vez mais competitivo e em crise, e referência em organização, tecnologia e gestão.

Quando foi fundada, em 1957, a intenção era viabilizar a produção de trigo, já que os produtores, sozinhos, não tinham condições nem para estocar a safra, muito menos para conseguir preços justos. Os tempos hoje são outros, a cultura principal é a soja, mas o desafio permanece o mesmo: levar ao associado as melhores soluções para que ele se mantenha no negócio. E esse dever de casa a Cotrijal vem fazendo muito bem.

Seja na armazenagem, que desde o princípio foi vista como questão estratégica, na assistência técnica, no varejo ou na capacitação do quadro social através de treinamentos voltados a aspectos diretamente relacionados com a lavoura ou à qualidade de vida no campo, tudo o que envolve a “Família Cotrijal” recebe olhar especial da direção e colaboradores. Afinal, o associado é o dono da cooperativa e é em função dele que a organização existe.

“A essência da nossa cooperativa é o produtor. A essência do nosso patrimônio é o nosso colaborador. E a cooperativa hoje só é conhecida e reconhecida em nível estadual, nacional e internacional porque o trabalho do nosso produtor e do nosso colaborador é referência”, afirma o presidente da Cotrijal, Nei César Mânica.

A grande diferença de uma cooperativa, uma empresa privada com muitos donos, é que todas as ações são organizadas pensando no conjunto. Todos devem ser beneficiados. É assim que a Cotrijal trabalha desde a sua criação. E é dessa forma que conseguiu o respeito que hoje tem junto ao quadro social, a fornecedores, a empresas de pesquisa, entidades do agronegócio e órgãos governamentais. “A seriedade e o nosso compromisso em buscar sempre o melhor para o produtor é que construíram essa imagem de credibilidade”, aponta o vice-presidente da Cotrijal, Enio Schroeder.

É graças a essa credibilidade que a cooperativa tem conseguido bons parceiros, em todas as áreas, e acesso a tecnologias e informações que em geral são restritas a pequenos grupos. Isso gera reflexos positivos não apenas diretamente para a cooperativa, mas na propriedade dos associados.

*Matéria produzida pela assessoria de imprensa da Cotrijal.

Deixe seu comentário
WhatsApp chat