11 de junho de 2019

Envelhecer mais bela

No processo de envelhecimento, a pele tem a produção de colágeno e de ácido hialurônico diminuída, o que ocasiona a flacidez, perda de contorno e do volume facial. Somado a isso, há ainda a diminuição da renovação celular, o que leva o paciente a apresentar um aspecto de “face cansada”. Além das questões estéticas, essa perda da harmonia facial pode resultar em baixa autoestima.

Para reverter esses efeitos existem os procedimentos estéticos menos invasivos como preenchimento com ácido hialurônico que promove a simetria facial, harmonizando os traços e linhas do rosto afetadas pelo envelhecimento.

O primeiro passo para o tratamento é fazer uma avaliação inicial para diagnóstico. Depois podem ser feitas as seguintes modificações na face: aumento e sustentação da região malar (maçã do rosto), aumento dos lábios, projeção do queixo, aumento do ângulo da mandíbula, tratamento para o “bigode chinês” e para rugas finas ao redor dos olhos e da boca.

O objetivo é reorganizar os ângulos, volumes e corrigir as assimetrias próprias de cada rosto, proporcionando então a harmonização facial. Os procedimentos não são cirúrgicos, são realizados no próprio consultório médico, com uso de anestésico tópico e os resultados normalmente são imediatos. Dependendo do procedimento, o paciente pode retornar ao trabalho no mesmo dia. A ideia é sempre manter o aspecto natural e próprio de cada rosto, devolvendo uma aparência mais jovial.

São inúmeras as opções de tratamento e por isso é importante consultar o médico dermatologista para avaliação e realização de tais procedimentos.

 

*Texto escrito pela médica dermatologista, Alexandra Nunes.

Deixe seu comentário
WhatsApp chat