25 de outubro de 2018

Família Piva: gerações com a missão de cuidar da vida

A vida é feita de escolhas, decisões e mudanças. Nossas escolhas levam-nos a conhecer pessoas e para lugares que não esperávamos, mas que acabam se tornando o nosso lugar. Quando o médico Antônio Vicente Piva escolheu morar e trabalhar em Não-Me-Toque ele não imaginava o quanto essa escolha mudaria sua vida e o quanto a sua trajetória influenciaria a vida de tantas pessoas. Do médico ao político, Piva, como é mais conhecido, atuou e ainda atua fortemente no desenvolvimento do Município. Um homem íntegro e ético, o médico recebeu o reconhecimento de uma cidade inteira por todo o trabalho que realizou aqui.

A história de Piva começa no ano de 1977, quando passou no curso de medicina na Universidade Federal de Santa Maria. Ainda durante a graduação, Piva já atuava no Bloco Cirúrgico de Carazinho durante as férias, devido o gosto que tinha pela Medicina. Em 1986, já formado, o médico recebeu o convite para atuar na cidade de Não-Me-Toque. Apesar de ter nascido aqui, ele mudou-se para Carazinho quando era criança, e agora tinha a oportunidade de retornar para sua cidade natal. Com o apoio incondicional de sua esposa, Bernadete M. Malmann Piva, ele aceitou o desafio. Foi então que começou uma história inspiradora e uma trajetória de trabalho em prol da comunidade.

Muito mais do que um médico, Piva é um cidadão atuante na cidade. Sempre contribuiu para o desenvolvimento da saúde do Município, ajudando e trabalhando nos hospitais da cidade e na política, onde atuou por 14 anos procurando oferecer o melhor para a cidade. Um trabalho que até hoje é lembrado com carinho pela população.

São 32 anos atuando em Não-Me-Toque. Neste período, Piva teve a oportunidade de atender gerações inteiras de uma mesma família, o que lhe garante uma experiência muito rica com seus pacientes. Com um carisma enorme, Piva tem uma proximidade muito grande com seus pacientes. O seu jeito simples de atender e sua conduta profissional torna-o um dos médicos mais lembrado e querido da cidade.

Além de um profissional exemplar, Piva também é esposo e um pai dedicado. Casado com Bernadete, eles tiveram dois filhos: Felipe e Amanda Piva. A relação do pai com a medicina inspirou os dois filhos que também optaram por seguir a mesma profissão. A escolha dos filhos e do genro Lucas Lampert, foi muito prazerosa para Piva que se orgulha deles e da forma como estão solidificando seus estudos e suas carreiras.

Ainda muito jovem Felipe já dizia que queria ser médico igual ao pai. Hoje, Felipe atua na medicina há seis anos, seguindo os mesmos passos do pai, realizando a mesma especialização e trabalhando na região. Piva e Felipe trocam muitas experiências, gostam de discutir técnicas e falar sobre suas vivências.

Desde os seis anos Amanda dizia que queria ser médica. Para isso, mudou-se para outro país e hoje cursa a faculdade UPAP na Ciudad del Este. Pai e filha trocam conhecimentos teóricos e experiências profissionais, conversando sobre o que ela aprendeu em aula.

Piva, junto com seus filhos segue aprendendo e especializando-se. Os três têm o mesmo carisma com os pacientes, o que os torna muito parecidos.

Além do sobrenome, Felipe e Amanda carregam o legado do trabalho do pai para atuar na medicina. O sobrenome Piva é sinônimo de um bom atendimento médico e isso reflete nos dois filhos que se orgulham do trabalho do pai e de receber esse reconhecimento por essa história tão bonita. Para a família Piva, a medicina tornou-se um elo, afinal, os quatro trabalham na área da saúde e se unem pelo amor, pelo cuidado e o bem-estar das pessoas.

São 32 anos de uma escolha de vida e de uma trajetória de cuidado com a saúde de Não-Me-Toque. O trabalho que Antônio Vicente Piva realiza contribui muito para o crescimento da cidade. O carisma dessa família resultou no carinho e na gratidão de toda comunidade, que sabe o valor do trabalho realizado, pois, em algum momento da sua vida, recebeu o cuidado, a atenção e participação de Piva em sua saúde.

Deixe seu comentário
WhatsApp chat