15 de abril de 2020

Interatividade e conexões para mulheres empoderadas

Empodere uma mulher e ela será capaz de transformar o mundo ao seu redor. Quando você contribui para o crescimento de outra pessoa, você também está colaborando com o seu desenvolvimento pessoal. É assim que Alessandra Pasinato vê o seu trabalho, como uma ferramenta importante na formação de mulheres fortes, encorajadas e capazes. Jornalista e especialista em Jornalismo em Mídias Digitais, Alessandra é uma apaixonada pela comunicação. Desde que escolheu o jornalismo como sua profissão, busca incansavelmente a realização profissional e leva para onde for o amor pelo que faz. Toda essa dedicação já fez com ela atuasse em assessoria de imprensa de empresas como Universidade de Passo Fundo, Semeato e outras de Passo Fundo e região;  como repórter em jornal, como o Diário da Manhã; além de outros trabalhos paralelos em cadernos especiais no jornal Zero Hora, em revistas e materiais para entidades.

No entanto, Alessandra não se ateve apenas a trabalhar na sua profissão, ela busca, a partir do seu conhecimento, contribuir para o desenvolvimento de mais mulheres. “Além da carreira jornalística como assessora de imprensa, comecei a trabalhar em 2016 com cosméticos e a ministrar aulas de maquiagem. Sempre amei maquiagem e, mesmo sem nunca ter feito cursos específicos na área, fui buscando tutoriais e aprendendo a fazer em mim mesma. Ao visitar muitas cidades, percebi o quanto as mulheres ainda precisavam de incentivo para cuidar de si mesmas e isso me fez buscar algo voltado ao empoderamento feminino.”

Essa busca, aliada a sua personalidade comunicativa, curiosa e desinibida, fez com que Alessandra se envolvesse em vários projetos diferentes a fim de conseguir viver o seu propósito.  “Hoje eu sou jornalista, empresária, trainer e mentora de mulheres. Atuo com empoderamento feminino há cerca de cinco anos, com cursos de maquiagem e embelezamento. Sou empresária, ministro treinamentos em turmas e in company na área de atendimento, comunicação e postura profissional. Além disso, tenho uma empresa de eventos que atua na organização, gestão e cerimonial em eventos sociais e empresariais. Além de organizar, também faço apresentação de eventos, palestras, imersões e seminários. Sou uma apaixonada por pessoas, por interatividade, por novas conexões e por empoderar mulheres. Faço parte do projeto CAS – Construindo a Mulher de Sucesso, da Simone Luz, onde sou trainer e mentora. Sou uma das idealizadoras e organizadoras do evento Bem Mulher, que oportuniza um encontro de mulheres para conhecimento, celebração e inspiração. Sabemos que a essência feminina está no ser mulher e que juntas somos capazes de ir além. A mulher tem habilidades incríveis e quando descobre o seu poder, ela é capaz de realizar feitos grandiosos. Vivo meu propósito que é empoderar pessoas e ajudá-las a elevar sua motivação, reconhecerem seu potencial e viver em uma vida plena e feliz.”

Para a jornalista, viver com propósito faz com que tudo seja feito com amor. Segundo ela, trabalhar com mulheres é gratificante, principalmente quando é possível contribuir com sua transformação e despertar seu poder pessoal. “Nos últimos meses, enquanto organizávamos o evento Bem Mulher, buscamos empresas parceiras que tivessem mulheres no comando. Para nossa surpresa, muitas empresas são fundadas, administradas e/ou gerenciadas por mulheres e isso mostra a força que o “sexo frágil” tem. O que ocorre, em muitos casos, é que ainda existe uma dependência financeira, emocional e social dos homens e isso faz com que muitas mulheres não levem adiante seus projetos pessoais. Parece que as mulheres ainda aguardam uma espécie de “permissão”. Mas para tirar o seu sonho do papel é preciso coragem e, principalmente, acreditar em si e no seu potencial, não dar importância ao que os outros vão pensar e ser uma mulher de ação”, explica Alessandra.

É de mulheres como Alessandra que a sociedade precisa para crescer e evoluir, uma pessoa preocupada com o desenvolvimento e crescimento dos outros, que não estimula a competitividade, mas sim cria um mundo de igualdade, em que todos possam fazer aquilo que realmente amam.

Deixe seu comentário
WhatsApp chat