10 de dezembro de 2018

Michele Dillenburg, a confeitaria com sabor de superação

Uma porção de superação, uma pitada de trabalho e uma boa medida de determinação: essa foi a receita para o sucesso da chef confeiteira Michele Dillenburg. Uma história de superação, com um sabor especial de amor e dedicação. Michele é uma empreendedora que viu na necessidade de ter uma renda extra o motivo para largar seu emprego tradicional e investir no seu negócio próprio. Com um talento nato para a confeitaria, Michele criou em 2015 a Sweet Cake da Michy, uma empresa especializada em doces e bolos artísticos com um sabor delicioso e muito criativos.

A Sweet Cake nasceu logo após Michele descobrir que estava com câncer de mama. “A empresa começou com a necessidade de ter uma renda extra para conseguir administrar as despesas da casa, após descobrir um câncer de mama que transformou boa parte da minha vida.” Michele decidiu transformar seu problema de saúde em algo positivo, criando sua própria empresa, que tinha como objetivo não apenas produzir doces deliciosos, mas criar produtos exclusivos, daqueles que as pessoas olham e não acreditam que é possível fazer.

Trabalhando com uma ampla linha de doces que vão desde os tradicionais até os mais elaborados, Michele transmite em cada produção o amor pelo que faz e a satisfação pessoal que tem em seu trabalho. Para ela, o grande diferencial de seu trabalho está no sabor caseiro que procura trazer em cada doce e na criatividade na hora de elaborar cada pedido. Diferente do que muitas pessoas pensam, os doces da Sweet Cake são, na sua grande maioria, de produção caseira. Michele gosta de produzir tudo de forma artesanal, cozinhar os recheios e produzir os bolos, para que a pessoa que provar seus doces sinta um sabor único, quase como aquele gostinho de doce de mãe e de avó que é feito com amor e carinho.

O trabalho de Michele já é reconhecido em toda a região. Pessoas de diversas cidades buscam a Sweet Cake da Michy para dar sabor e alegria a suas comemorações. Tamanho reconhecimento dá-se também pela qualidade do trabalho que Michele realiza. A confeiteira está sempre em constante aperfeiçoamento, realiza cursos para a sua capacitação profissional e para poder sempre oferecer o melhor ao seu cliente. “A confeitaria é um segmento que está em constante mudança e se especializar é muito importante para manter o padrão de qualidade e conseguir criar doces com sua assinatura. As capacitações te preparam e te auxiliam para um melhor entendimento dos produtos e suas variações. Muitas pessoas, como eu, procuram a confeitaria ou a gastronomia como uma forma de agregar valor, porém poucos persistem porque não é um trabalho que você executa de qualquer jeito. Ou você é a melhor no que faz, ou vai ser apenas mais uma opção do mercado. Fico muito feliz quando vejo que sirvo de inspiração para algumas pessoas, mas a dica que sempre dou é: procurem se profissionalizar antes de querer apenas lucrar, a confeitaria é muito mais que renda e lucro, é também dedicação e persistência”, afirma Michele.

Apaixonada pela confeitaria artística, para Michele a melhor parte de todo o seu trabalho é conseguir transformar os temas das festas em doces e na hora da entrega ver a satisfação do cliente ou escutar a frase: “nossa, ficou mais lindo do que eu imaginava”. Essas pequenas coisas fazem as muitas horas de trabalho e o cansaço se tornem uma alegria e uma realização impagável. “Cada festa, cada comemoração tem minha dedicação e amor. Faço como se fossem para mim ou para algum membro da minha família. Cada detalhe e cada sabor são rigorosamente elaborados para deixar o momento lindo e saboroso”, explica a confeiteira.

Realizar todos aqueles doces lindos e saborosos exigem de Michele horas e horas de trabalho. Às vezes é preciso deixar de lado o lazer e o tempo com a família para poder realizar o seu trabalho e surpreender o seu cliente. Para ter uma ideia, Michele leva em média mais de 8 horas para criar um cento de doces decorados, e quanto menor o doce maior a dificuldade para decorar, sem contar o trabalho de cozimento de cada sabor e a produção dos doces. São várias etapas e muito trabalho até o resultado final. No entanto, Michele afirma que todo esse esforço acaba se tornando algo bom. “Quando decidi largar a estabilidade de um trabalho com carteira assinada para me tornar uma empreendedora autônoma, deixei de “viver para trabalhar” para “trabalhar para viver” e isso é qualidade de vida para mim. Você trabalha muito mais horas por dia, mas a diferença está no prazer em trabalhar”, conta Michele.

E como se não bastasse as horas de trabalho e dedicação no Atêlie Sweet Cake, Michele iniciou mais um projeto em sua vida. Agora ela tem como missão compartilhar conhecimento através da realização de aulas em centros técnicos e também realizando cursos particulares. Seu amor pela confeitaria é tamanho que ela decidiu compartilhar com as outras pessoas.

Já são quase três anos dando sabor aos momentos felizes das pessoas, três anos criando e produzindo doces com um sabor inconfundível, criatividade e perfeição nos detalhes. A inspiração para toda essa criação é o prazer de fazer o que gosta e o reconhecimento do seu trabalho, pois, segundo ela, o elogio é um ótimo tempero para todas as receitas, afinal nada como preparar um doce com todo o carinho e receber em troca o reconhecimento por isso. Isso a inspira a querer sempre novos sabores e melhorar a cada dia.

Uma profissional comprometida com o seu trabalho e em fazer o melhor sempre, Michele também é uma mulher guerreira que conquistou seu espaço e transformou uma dificuldade em felicidade e realização. Mais do que uma mulher empreendedora, Michele é um exemplo de determinação, força e superação.

Deixe seu comentário
WhatsApp chat