7 de dezembro de 2018

Os 70 anos de união de Benno e Erna Klassener

Quanto tempo dura um amor verdadeiro?  Os mais românticos podem dizer que é para vida toda, os mais céticos diriam que dura o tempo necessário, mas para Erna, 87 anos, e Benno Klassener, 90 anos, o amor verdadeiro já dura 70 anos. O casal completou em setembro 70 anos de uma união repleta de desafios, cumplicidade, respeito e carinho.

Permanecer por tantos anos casados não é nada fácil, principalmente nos dias de hoje, mas Erna e Benno tornaram isso possível. Essa história de união começou em 11 de setembro de 1948 quando eles se casaram. Os dois jovens se conheceram em um baile, se apaixonaram e decidiram unir suas vida e formar sua família. A vida do casal iniciou no interior da cidade de 15 de Novembro, onde começaram a trabalhar na lavoura.

Em uma época muito diferente e mais difícil, Benno e Erna realizavam todo o trabalho agrícola manualmente, inclusive abriram as lavouras com arado e boi. Tudo plantado com máquinas manuais e colhido com foices. Mas o trabalho duro nunca assustou o casal que depois de alguns anos decidiu deixar a cidade de 15 de Novembro e mudar-se para Carazinho para trabalhar em uma fazenda.

Dos momentos mais marcantes da vida, o casal destaca a chegada dos três filhos: Osmar, Cenira e Delmar Klassener, que chegaram para reafirmar a união e o amor do casal. Como pais, Erna e Benno se saíram muito bem também, sempre fizeram o melhor pelos seus filhos, que os descrevem como pais amorosos, cuidadosos e conselheiros. O casal também sempre priorizou a educação dos filhos e ensinou a eles o valor do trabalho, pois desde crianças os três já tinham suas obrigações em casa e contribuíam com as tarefas.

Durante esses 70 anos de união, seu Benno e dona Erna viram muitas coisas inovadoras e que marcaram a vida do casal. Seu Benno faz questão de lembrar momentos como: a compra do primeiro rádio; quando colocaram luz para dentro de casa e toda a família ficava apertando o botão para ver acender e clarear a casa; a construção da sua primeira casinha; o seu primeiro carro, um Ford 51 o qual ele lembra que tinha que ficar quase em pé para girar a direção nas curvas; e a compra das suas terras na cidade de Não-Me-Toque, local onde eles escolheram para envelhecer.

Aqui em Não-Me-Toque a família começou a aumentar e para Erna e Benno nenhum momento foi mais marcante do que a chegada dos netos, afinal os netos são amor em dobro e encheram a casa dos avós. Depois seu Benno e dona Erna viram chegar os bisnetos e agora também a chegada do tataraneto. Uma família de muitas gerações que nasceu da união de Erna e Benno.

Para os filhos Osmar, Cenira e Delmar, os pais são um exemplo a ser seguido, são a representação da união e do companheirismo. “Para nós, eles estarem juntos até agora é uma dádiva de Deus. Agradecemos muito a eles por todos os ensinamentos, conselhos e encaminhamentos a nós dedicados. Nossos pais nos tornaram o que somos hoje e nos colocaram no caminho certo. Só podemos agradecer e pedir à Deus muita saúde para eles e muitos anos de vida junto com a gente”, finalizam os irmãos.

Deixe seu comentário
WhatsApp chat