27 de agosto de 2019

Psicoterapia o tratamento da alma

Quando falamos em saúde pensamos em ir ao médico, fazer exames de rotina para assim constatar que está tudo bem com nosso corpo. Porém, cuidar da saúde não é apenas cuidar do corpo, mas também da mente. A psicoterapia é um tratamento realizado por um psicólogo clínico e visa cuidar de assuntos referentes ao psiquismo.

Esse é um processo que se baseia no autoconhecimento e na autorreflexão. Sendo assim, o objetivo não é que o psicológico dê conselhos ou diga o que o paciente deve fazer, mas sim, oferecer ao paciente maneiras para que ele consiga refletir, a partir de suas demandas internas, os possíveis caminhos e as respostas que possam levar a tomar a melhor decisão.

Além de ser um processo que propõe melhora de aspectos emocionais, também auxilia em momentos de aflição. A técnica proporciona um maior autoconhecimento e entendimento frente as questões da vida, sendo possível identificar causas e padrões emocionais e comportamentais que impedem uma vida mais saudável e de certa forma feliz. Conhecendo-se mais é possível fazer escolhas mais conscientes e com isso a pessoa passa a viver com mais qualidade de vida e envolve-se com escolhas mais saudáveis para si.

No entanto, fazer terapia nem sempre é fácil, afinal de contas não é agradável se aproximar das angústias e situações dolorosas, porém os fantasmas e as dores só podem ser vencidos a partir do momento que o sujeito se propõe a encará-los. Essa é a proposta da psicoterapia, por isso ela não é indicada apenas para quem sofre de questões emocionais intensas como depressão, ansiedade, entre outras doenças, mas também para quem está passando por momentos difíceis ou conflituosos, ou até mesmo para quem quer mudar padrões comportamentais que interferem na vida pessoal, profissional ou até mesmo social.

Na maioria das vezes, ter um lugar seguro e acolhedor para desabafar já é capaz de fazer a pessoa se sentir melhor. No entanto, a psicoterapia vai além disso, sendo que é com o andamento do processo que o paciente começa a perceber as mudanças e a melhora em suas queixas. Dessa forma, ao encerrar o tratamento, o paciente não terá apenas resolvido o problema que lhe levou a buscar o atendimento, mas sim uma mudança interna que proporciona a descoberta de novas habilidades para lidar melhor com os desafios que surgirem na vida.

*Texto escrito pela psicóloga Juliane Strapasson

Deixe seu comentário
WhatsApp chat