24 de janeiro de 2020

Rinite: o que fazer para evitar as crises alérgicas?

Durante a primavera e verão, as árvores florescem e inundam o ar com pólen e para quem sofre de rinite, essas estações do ano são bem difíceis, uma vez que a rinite provocada pelo pólen é uma doença alérgica estacional, ou seja, ela não se agrava, mas também não melhora, permanecendo imutável.

A principal característica desta doença é sua periodicidade anual, na qual os sintomas se repetem sempre na mesma época do ano, quando ocorre polinização. O principal agente causador do desenvolvimento da rinite polínica são os grãos de pólens que se depositam nas mucosas nasais, produzindo reação alérgica inflamatória. Por isso os dias de chuva ou neblina são de alegria para os sofredores da doença polínica, pois não existem condições favoráveis dos pólens circularem no ar.

Os principais sintomas desse problema são obstrução nasal, coriza nasal, coceira nasal e nos olhos, olhos avermelhados, espirros repetidos. Além disso, a hiper-reatividade brônquica com asma associada ocorre em um grande número de casos das pessoas que sofrem de rinite.

É importante evitar a exposição aos agentes causadores, para que desta forma seja possível reduzir as crises de rinite. Para isso é preciso ter os seguintes cuidados:

* Manter janelas fechadas à noite e utilizar ar condicionado com filtro, quando for possível;

* Manter as janelas fechadas do automóvel;

* Permanecer o maior tempo possível dentro de casa durante os dias de maior concentração polínica, ou seja, naqueles dias de vento forte;

* Ao sair usar óculos de sol, para diminuir o contato do pólen com os olhos;

* Evitar andar de moto ou bicicleta sem proteção para os olhos;

* Evitar passear em clubes de campo, cortar grama ou serviços de jardinagem;

* Tomar banho à noite e lavar os cabelos, para evitar a deposição de pólens no travesseiro e cama;

* Evitar colocar roupas para secar ao ar livre. Roupas úmidas coletam pólens que podem agravar a alergia;

* Tomar medicação prescrita pelo seu médico. Alguns antialérgicos mais antigos causam sonolência. Cuidado, portanto, ao dirigir automóvel ou operar máquinas.

Vale ressaltar que é importante sempre consultar um médico para o diagnóstico e o tratamento apropriado. Ele pode recomendar antialérgicos para combater ou prevenir sintomas, descongestionantes para tratar a congestão nasal, e/ou spray nasal contendo corticosteróides ou substâncias para prevenir sintomatologia.

Deixe seu comentário
WhatsApp chat