21 de maio de 2020

Sara Carrera: dedicação e amor pelo seu trabalho

Ter princípios, trabalhar com amor e com propósito é a melhor forma de enfrentar qualquer desafio, desrespeito ou discriminação. É assim que Sara Carrera encara sua vida profissional. A engenheira agrônoma paranaense mudou-se para o Rio Grande do Sul a trabalho e aqui encontrou sua missão e propósito de vida.

Formada em Agronomia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa e atualmente trabalhando no Desenvolvimento de Mercado da FMC (Market Developer), Sara sempre teve contato com agro, mas foi por influência de sua irmã e seus tios que decidiu cursar agronomia. “O agro despertou o meu interesse inicialmente por influência de um casal e de tios e também da minha irmã mais velha que já cursava agronomia. Costumo dizer que tive sorte, pois descobri uma grande paixão.”

Apaixonada por seu trabalho, Sara explica que a agronomia permite que esteja sempre aprendendo algo novo. “A agronomia é muito ampla, sendo necessário transitar em diferentes áreas ao mesmo tempo. Esse dinamismo nos permite não ter uma rotina definida, conhecer diferentes lugares e pessoas constantemente. Os desafios são diários e cada safra é um aprendizado diferente, isso nos proporciona muito crescimento profissional e pessoal.”

Uma profissional dedicada, dinâmica, comunicativa, organizada e movida pelos desafios, Sara adora essas novas experiências e aprendizados que o agro proporciona, mas ressalta que estar capacitada é fundamental para poder atender com qualidade as demandas do agro, que é um dos setores que mais cresce no país. Prevendo a necessidade de aumento da produção de alimento, Sara explica que um dos grandes desafios de sua atuação é conseguir pensar e propor soluções para maximizar a produção de forma cada vez mais sustentável, otimizando recursos como área, recursos hídricos, insumos, e aplicando e desenvolvendo tecnologias e soluções inovadoras. Para conseguir vencer esses obstáculos, a engenheira agrônoma investe constantemente em conhecimento e aprendizado.

Atuando em um setor que até pouco tempo era predominado por homens, Sara percebe que a sociedade vem sofrendo mudanças e um dos reflexos é a mulher cada vez mais relevante no mundo corporativo, no mercado de trabalho e sendo cada vez mais importante no desenvolvimento da mesma. Nesse contexto, a engenheira agrônoma acredita que promover a diversidade e fortalecer o empoderamento feminino é fundamental para o desenvolvimento socioeconômico do agronegócio. Hoje o setor agropecuário representa cerca de 25% do PIB brasileiro, é responsável por cerca de 43% das exportações e gera mais de 14 milhões de empregos. Mais que uma paixão, para Sara o agro representa vida, saúde, desenvolvimento social e sustentável, tecnologia e crescimento econômico para o país. O agro é responsável por tornar o Brasil uma superpotência agropecuária, o celeiro do mundo.

Uma mulher que rompeu barreiras geográficas e sociais para realizar aquilo que ama, Sara é uma inspiração para quem deseja buscar o seu lugar, não importa onde seja.  Ela faz lembrar que para ser feliz, você precisa amar o que faz, fazer bem feito e ter um propósito maior em seu trabalho e na sua profissão.

Deixe seu comentário
WhatsApp chat